Rede de tecnologia liderada pela UFBA completa 10 anos atendendo Salvador

Download PDF

Os dez anos de existência da Rede Metropolitana de Salvador (Remessa) – rede de alta tecnologia que conecta instituições acadêmicas de pesquisa, de saúde e de serviços – foram celebrados como um marco da atuação da UFBA em favor de vários segmentos da sociedade em que está inserida. De acordo com o vice-reitor, Paulo Miguez, “comemorar uma década dessa estrutura, a serviço do desenvolvimento da pesquisa e tecnologia em nosso Estado, reafirma o compromisso de nossa universidade com um projeto de futuro”.

A Remessa, que é liderada pela UFBA, através da Superintendência de Tecnologia da Informação (STI), leva dados em alta velocidade (de 1 a 10 gigabits por segundo) para universidades,  centros de ensino e pesquisa, incluindo hospitais. A rede também atua por meio de parcerias e de diversas redes corporativas no âmbito dos governos federal, estadual e municipal.

Segundo a coordenadora de projetos especiais da STI, Claudete Alves, à frente da Remessa, a topografia da rede é formada por anéis óticos que conectam 37 instituições por 300 quilômetros de cabeamento de fibra ótica. “É uma rede comunitária, participativa, de ponta e já consolidada, cujo modelo de gestão é pautado na transparência”, disse.

Ao longo desses dez anos, a Remessa expandiu-se e englobou diversas outras instituições além das originárias, consolidando-se como a infraestrutura mais avançada de rede em Salvador e uma das referências nacionais na área. De acordo com Alves, “nesse período, a rede melhorou a qualidade da infraestrutura no uso de aplicações avançadas, reduziu custos e possibilitou um aumento da velocidade em mais de 100 vezes, desde sua origem, através do projeto nacional Redes Comunitárias de Educação e Pesquisa (Redecomep), sob coordenação da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP)”.

Para o diretor-geral da RNP, Nelson Simões, “a Remessa está entre as melhores redes nacionais. Sua essência do que é a pesquisa e o trabalho entre as comunidades geram um valor inestimável para o desenvolvimento econômico, social e científico do Estado”. Simões destacou o papel fundamental das atividades da Remessa “para as visões de futuro e impulso à ciência, tecnologia e educação para todos”.

Em concordância, o diretor da Companhia de Governança Eletrônica do Salvador (Cogel), Cláudio Maltez, reconheceu que o momento de celebração traz uma grande satisfação, já que “a Remessa é de grande importância para a prefeitura de Salvador, desde os grandes até os pequenos projetos realizados”. Ele reafirmou que “todos contam com a infraesturura dessa rede”.

A cerimônia, realizada nessa semana no salão nobre da Reitoria, também contou com uma apresentação musical do Coro Juvenil Neojibá, interpretando o Hino à Alegria de Beethoven.  Enquanto os cantores estavam presentes na Reitoria, os músicos da Orquestra Juvenil da Bahia executavam o acompanhamento de um salão, no Parque do Queimado, na Lapinha, conectados através da Remessa. Claudete destacou que essa apresentação só foi possível devido à alta velocidade da rede para aplicações avançadas, que reduz imensamente o delay (atraso em transmissões via internet).

 

CRÉDITOS DO VÍDEO

REPORTAGEM
JOSEMARA VELOSO

PRODUÇÃO
DAN HUDSON

PRODUÇÃO OPERACIONAL
DAN HUDSON

EDIÇÃO
DAN HUDSON

IMAGENS EVENTO
JOÃO PAULO GARCIA
DAN HUDSON

IMAGENS ADICIONAIS
“DOCUMENTÁRIO: REMESSA 10 ANOS”
PRODUZIDO POR: MOINHO FILMES

TÉCNICO DE ÁUDIO
NATTAN CERQUEIRA
JOÃO PAULO GARCIA
.
PRODUÇÃO DE LINHA
KARINA SERRA
.
VINHETA
LINCOLN ARAMAIKO
.
LOGO
IARA PATIÑO
.
COORDENAÇÃO
MARCO QUEIROZ
RICARDO SANGIOVANNI

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*
*
Website