Recicle UFBA: Universidade protege meio ambiente com programa de coleta seletiva

Download PDF
Recicle UFBA

Programa nasceu em 2013, junto com a criação da CMA/SUMAI/UFBA.

Responsabilidade com o meio ambiente, educação ambiental para a comunidade universitária e geração de renda para catadores da Região Metropolitana de Salvador são os pilares sobre os quais atua o Programa Institucional de Coleta Seletiva “Recicle UFBA – mude seu papel”, responsável pela coleta, segregação e destinação dos resíduos produzidos na Universidade federal da Bahia.

O “Recicle UFBA” surgiu em 2013, juntamente com a criação da Coordenação de Meio Ambiente da Superintendência de Meio Ambiente (CMA/SUMAI) da UFBA, e atende ao Decreto Presidencial nº 5.940/2006, que determina que órgãos da administração pública federal devem separar os seus recicláveis e destiná-los para doação a cooperativa de catadores da cidade.

Durante sua existência, o Recicle UFBA já encaminhou mais de 350 toneladas de materiais para reciclagem para cooperativas de Salvador e Região Metropolitana. De acordo com dados da CMA/SUMAI, no ano passado foram mais de 50,5 toneladas. Além dos  benefícios ambientais, a coleta seletiva representa ganhos sociais e econômicos que contribuem para um planeta mais sustentável.

De acordo com o coordenador da CMA/SUMAI/UFBA, José Antonio Lobo, “o Recicle UFBA tem sido organizado de forma didática para facilitar uma ampla participação da comunidade universitária e coloca a universidade numa posição de vanguarda ambiental, pois a pauta ambiental é de suma importância para a própria sobrevivência do planeta”.

No início do programa, por volta do ano de 2013, foi difícil encontrar cooperativas preparadas para atender às exigências legais e requisitos do decreto, devido à falta de estrutura. “[Encontramos] dificuldades internas, como a inexistência de um espaço adequado para acondicionar os recicláveis [e a] ausência de veículo para realizar a coleta interna. Mas, contando com o apoio da Administração Central da UFBA, foi possível vencê-las”, informou Lobo.

Separação dos descartes

Caixas coletoras

Para facilitar a separação dos descartes feitos pela comunidade universitária, atualmente usa-se um padrão de recipientes coletores com três cores nas áreas internas das unidades – cinza para resíduos orgânicos não-recicláveis; amarelo para metal, plástico e vidro; e azul para papel e papelão –  e com duas cores nas áreas externas – cinza para não-reciclável e amarelo para plástico, metais e vidros.

Caminhão

Caminhão baú para transportar os recicláveis recolhidos nos campi.

Treinado para a coleta seletiva, o pessoal que diariamente realiza a limpeza na Universidade recolhe esses resíduos  de forma separada – papel, papelão, plástico, vidros etc.. O armazenamento também é feito de forma separada, em containers específicos, em cada uma das unidades da UFBA. Uma equipe recolhe todo o material e transporta em caminhão baú para o galpão de armazenamento no campus de Ondina, onde tudo é pesado e acondicionado.

Pesagem dos Recicláveis

Todo o material é pesado e acondicionado.

A partir daí, o material fica disponível para entregar à Cooperativa de Catadores de Recicláveis (Cooperlix) e será transformado em renda que beneficiará, pelo menos, 22 famílias de trabalhadores/as que compõem a cooperativa.

Vídeo educativo

O programa Recicle UFBA foi tema do Trabalho de Conclusão de Cursos (TCC) do estudante do curso de comunicação social, Renato Costa e Silva, em parceria com a Coordenação de Meio Ambiente/Sumai que produziu o vídeo acima. A pesquisa, cujo objetivo é divulgar a ação do Recicle UFBA e orientar a comunidade universitária sobre a maneira correta de realizar descartes, também produziu um memorial descritivo, disponível no Repositório UFBA.

Assista ao vídeo:

 

3 thoughts on “Recicle UFBA: Universidade protege meio ambiente com programa de coleta seletiva

  1. O programa vai continuar? A informação lá na Faculdade de Medicina, onde entrego meu lixp reciclável, é que o contrato foi suspenso. A notícia não menciona o fato pra negar ou confirmar. Por favor deixem mais explícito! Em Salvador não é costume separar lixo, portanto é um relevante serviço para a comunidade, além de recolher o resíduo, atuar na formação do hábito.

    • Prezada Rafaela, fique tranquila, o programa continuará normalmente.

    • Olá Rafaela, sim o programa irá continuar. Estamos temporariamente sem pessoal, enquanto aguardamos a finalização de um processo de licitação. Mas este problema deverá ser resolvido ainda agora em março!

Leave a Reply to Ricardo Sangiovanni Cancel reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*
*
Website