Laboratórios da UFBA intensificam produção de álcool em Salvador e Vitória da Conquista

Download PDF
Ações reúnem conjunto de professores da Faculdade de Farmácia, do Instituto de Química e da Escola Politécnica, em Salvador, e do Instituto Multidisciplinar em Saúde, em Vitória da Conquista

Ações reúnem conjunto de professores da Faculdade de Farmácia, do Instituto de Química e da Escola Politécnica, em Salvador, e do Instituto Multidisciplinar em Saúde, em Vitória da Conquista

Em uma das iniciativas da Universidade para ajudar no combate à pandemia do novo coronavírus, laboratórios da UFBA em Salvador e em Vitória da Conquista, no Instituto Multidisciplinar em Saúde (IMS), estão intensificando a produção de álcool.

De acordo com o vice-diretor da Faculdade de Farmácia, Denis Soares, há disponibilidade de matéria prima e capacidade de produzir até 200 kg de álcool gel em Salvador, a serem distribuídos, inicialmente, aos hospitais universitários. A ação promovida pelo grupo “Malucos do Álcool gel” reúne um conjunto de professores da Faculdade de Farmácia, do Instituto de Química e da Escola Politécnica.

Soares sinaliza que, neste momento, existe uma escassez de matérias primas para a produção de álcool gel, como alguns reagentes químicos necessários. Por isso, o grupo está pesquisando uma alternativa para a produção de substância semelhante com a mesma eficácia.

Já o laboratório farmacotécnico no IMS, em Vitória da Conquista, estabeleceu parceria com a prefeitura local para diluir álcool líquido 96% para entregar a substância na forma de álcool 70%, concentração indicada para uso caso de indisponibilidade do álcool gel. A diluição da substância líquida, explica o diretor do IMS, Márcio Oliveira, é necessária para que ela não evapore antes de promover a desinfecção de partes de corpo, materiais e superfícies.

Oliveira também menciona a dificuldade de encontrar alguns insumos necessários para a produção de álcool gel, por isso a opção por produzir a substância na forma líquida. Ele explica que a capacidade de a substância eliminar vírus e bactérias é a mesma, embora haja maior aceitabilidade das pessoas para a forma em gel, devido à maior comodidade na sua utilização e no contato com as mãos.

A expectativa é de que sejam diluídos em torno de 600 litros de álcool no laboratório da UFBA em Vitória da Conquista. A produção vai abastecer as unidades de saúde do município. O professor ressalta os cuidados tomados pela equipe de laboratório envolvida nesse processo, que seguem as orientações do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde, com a utilização dos equipamentos de proteção individual e adoção das medidas de distanciamento.

Márcio destaca ainda a atuação de farmacêuticos da universidade que estarão ajudando na distribuição de medicamentos em farmácias municipais, como forma de agilizar os atendimentos e evitar aglomerações.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*
*
Website