Academia de Ciências da Bahia comemora o Dois de Julho em evento virtual

Download PDF

unnamed (3)

Mesmo com os limites da pandemia pela Covid-19, a Academia de Ciências da Bahia vai comemorar a passagem do Dois de Julho, que marca as celebrações pelas lutas de Independência do Brasil na Bahia. Desta vez, a manifestação, que tradicionalmente percorre em cortejo bairros do Centro Histórico de Salvador, acontecerá de forma virtual, num grande encontro na rede que reunirá instituições como a Universidade Federal da Bahia, outras universidades, entidades federais e estaduais, além de nomes como o presidente da Academia Brasileira de Ciências, Luiz Davidovich, o presidente da Andifes (Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior) e reitor da UFBA, João Carlos Salles, e a secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação da Bahia, Adélia Pinheiro.

“O Dois de Julho é uma data de grande importância para a Bahia e o Brasil. Simboliza a verdadeira Independência do país. Nesse sentido, a ACB resolveu, mais uma vez, liderar uma manifestação neste dia. O nosso objetivo é despertar e reforçar na população o “valor da ciência”, bem como revelar o perigo que a atual situação de penúria orçamentaria representa para o seu futuro”, observa Jailson Andrade, presidente da Academia de Ciências da Bahia.

A comemoração virtual do 2 de Julho será marcada por um ampla programação de atividades, a partir das 9 horas, quando acontece a mesa de abertura, com pronunciamentos do presidente da ACB, Jailson Andrade, do presidente da Andifes, João Carlos Salles, da secretária da SECTI, Adélia Pinheiro, e outros convidados. Na parte da tarde, das 14 às 17 horas, estão concentradas as mesas de discussões, que abordarão temas como o próprio significado histórico, político e social da data, além de questões relacionadas com a pesquisa e o desenvolvimento científico.

O sistema de transmissão online da programação é o mesmo que foi adotado recentemente pelo Congresso Virtual da UFBA, que teve uma grande audiência em todas as suas sessões. Importante observar que a Academia de Ciências da Bahia mantém o seu pioneirismo em articular as diversas áreas de atuação da ciência com um objetivo comum. “Somos a única academia do Brasil que possui representação das diferentes manifestações das ciências, pois na Academia estão reunidos pesquisadores das Ciências da Vida, Humanas, da Cultura e das Artes, presentes de forma expressiva neste ato”, lembra Jailson Andrade.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*
*
Website