Relatório de Gestão do exercício de 2019 da UFBA é aprovado pelo Consuni

Download PDF

O Conselho Universitário da UFBA (Consuni) aprovou por unanimidade o Relatório de Gestão do exercício de 2019, que apresenta a prestação de contas anual aos órgãos de controle interno, externo e à sociedade. O documento contém os resultados da gestão, números sobre a comunidade acadêmica e uma série de reflexões sobre os valores da Universidade, avaliação de metas e objetivos estratégicos. A UFBA tem adotado um modelo de governança que segue parâmetros e métodos de gestão participativos, transparentes e céleres, com o intuito de proporcionar condições para o desenvolvimento, com excelência, das atividades de ensino, pesquisa, extensão e assistência estudantil.

Em mensagem compartilhada junto ao documento, o reitor João Carlos Salles lembra que a Universidade enfrenta uma clara defasagem orçamentária, que não dá conta do crescimento efetivo da instituição na última década, tanto em composição discente, como em oferta de cursos. “Mesmo nesse cenário adverso, a UFBA tem dado mostras de excelência acadêmica e responsabilidade social, sendo exemplar desse zelo institucional a cuidadosa elaboração deste Relatório de Gestão, construído que foi coletivamente, além de apreciado e aprovado nas instâncias devidas”. O relatório testemunha a adoção das melhores práticas por parte da gestão, com acompanhamento de contratos e medidas de redução de despesas, mesmo quando a instituição demandaria, com justeza, mais recursos e a ampliação de serviços, avalia Salles.

“O acompanhamento cuidadoso de cada decisão de investimento – por exemplo, mobilizando a Comissão de Patrimônio do Conselho Universitário para decidir sobre prioridades, em meio à escassez –, ao lado de permanente transparência perante a comunidade e a sociedade, são ações que nos têm permitido, adicionalmente, manter a unidade do corpo universitário e mesmo avançar em nossos propósitos”, acrescenta o reitor, que ressalta o desempenho da UFBA em rankings nacionais e internacionais, bem como o respeito dos demais gestores de universidades federais, que elegeram a UFBA para a presidência da Andifes, ocupada pelo reitor de julho de 2019 a julho de 2020.

A UFBA tem cumprido sua missão de produzir e disseminar ciência, tecnologia, arte e cultura para formar gerações de profissionais nas diversas áreas que atuem dentro de elevados padrões de desempenho técnico e ético e sejam cidadãos comprometidos com a democracia e promoção da justiça social, consolidado-se, assim, como uma referência fundamental na produção de saberes e conhecimentos, bem como na abordagem de temas que mobilizam o conjunto da sociedade, permanecendo na trilha da defesa de uma universidade pública, gratuita, inclusiva e de qualidade.

RGPessoas

Alguns números

Com uma comunidade de mais de 50 mil pessoas, entre discentes, docentes, pesquisadores e técnico-administrativos, a UFBA está entre as dez maiores, entre as mais de 60 universidades federais do nosso país, seja do ponto de vista do orçamento, seja do ponto de vista do número de estudantes. São três campi: a sede, no município de Salvador; um campus no município de Vitória da Conquista; e um no município de Camaçari, na Bahia, abrigando ao todo 32 unidades universitárias, ocupando pouco mais de 390 mil metros quadrados de área construída.

Nas unidades, são oferecidos 101 cursos presenciais de graduação, sendo 70 diurnos e 31 noturnos, e cinco cursos de graduação à distância. No que tange aos cursos de pós-graduação do tipo stricto sensu, a UFBA ofereceu, em 2019, 58 cursos de doutorado, 69 mestrados acadêmicos e 15 mestrados profissionais. Em todos os cursos de graduação e de pós-graduação estão matriculados cerca de 46.784 estudantes.

RGMatriculas

Entre 2013 e 2019, a UFBA teve um aumento expressivo, da ordem de 16,4%, do número de cursos de pós-graduação stricto sensu. Na graduação presencial, entre 2010 e 2019, observou-se um crescimento de 38,8% de matrículas, passando de 26.561 alunos para 39.646 alunos. Crescimento significativo também ocorreu em relação às matrículas presenciais da pós-graduação que atingiram aumento de 78,7% entre 2010 e 2019, com 7.138 discentes matriculados naquele ano.

Além do crescimento do número de matrículas presenciais na graduação e pós-graduação, a UFBA tem melhorado cada vez mais seus índices nas avaliações do Inep e da Capes. Nos cursos de graduação, a UFBA alcançou 92% de cursos avaliados com conceitos máximos, 4 e 5. No que tange aos cursos de pós-graduação, aproximadamente 85% dos cursos de pós-graduação stricto sensu foram avaliados com notas entre 4 e 7, o que significa conceitos entre bom e excelente.

RGMatriculasPos

Nos últimos dez anos, verificou-se um crescimento de 120% em relação ao número de trabalhos científicos publicados por profissionais da UFBA, segundo dados do site Web of Science. No que concerne aos diversos convênios assinados e projetos sendo desenvolvidos, destacou-se, em 2019, a implementação do Programa Capes PrInt, por contribuir para o fortalecimento dos programas de pós-graduação, bem como para a internacionalização da UFBA, a partir do estreitamento das relações de colaboração com pesquisadores de instituições no exterior.

Mesmo em uma realidade de diminuição de recursos, o Programa de Apoio à Extensão foi mantido nas modalidades de Editais, Chamadas Públicas e Apoio Direto, sendo contempladas dezenas de propostas de Ações Curriculares em Comunidade e Sociedade (ACCS), mantidas as bolsas para projetos de experimentação artística, entre outros. Em 2019, foi realizada a 4a edição do Congresso UFBA, evento que promove a interlocução entre os mais diversos saberes produzidos nos programas de assistência estudantil e de fomento à pesquisa, extensão e ensino na Universidade, que contou com 13.864 inscritos.

RGNotas

O documento também chama atenção para a evolução do quantitativo de procedimentos em saúde humana em Hospitais Universitários, Clínica da Faculdade de Odontologia e Laboratórios da UFBA. Em 2019, foram realizados 932.260 exames laboratoriais no Instituto de Ciências da Saúde, e 445.368 na Faculdade de Farmácia, além de 28.096 atendimentos odontológicos e 11.325 internações hospitalares. O relatório ainda contabiliza 44.265 consultas/procedimentos de assistência à saúde realizados e distribuídos por especialidade profissional, no serviço médico universitário (Smurb), que registrou 34.026 usuários ativos cadastrados no último ano.

Plano de Desenvolvimento Institucional e avaliação de metas

O planejamento estratégico e a governança da Universidade envolvem o processo de monitoramento do Plano de Desenvolvimento Institucional da UFBA (PDI 2018-2022), que é realizado por etapas, envolvendo diferentes atores e setores da Universidade, com o objetivo de atualizar periodicamente as informações sobre o desempenho institucional; identificar as barreiras ou forças propulsoras não previstas e que facilitaram ou dificultaram o atingir das metas; promover uma maior integração da gestão em todos os seus níveis, e estimular maior socialização dos objetivos e metas com todos os atores institucionais, tornando o PDI amplamente conhecido por todos.

RGPapers

O trabalho de acompanhamento, monitoramento e avaliação do andamento das metas do PDI é realizado pela Supad (Superintendência de Avaliação e Desenvolvimento Institucional), em conjunto com a CPA (Comissão Própria de Avaliação). Tal trabalho é complementado com o processo de acompanhamento das metas específicas, envolvendo tanto os órgãos da Administração Central como as unidades universitárias. Há um conjunto de indicadores que são utilizados para acompanhar e avaliar as metas globais relacionadas aos grandes objetivos estratégicos da Universidade.

De acordo com o relatório apresentado, algumas dessas metas foram plenamente alcançadas já em 2019 como, por exemplo, as metas relacionadas aos objetivos estratégicos que se referem à necessidade de aprofundar os impactos sociais das atividades de ensino e pesquisa através de experiências extensionistas, modo privilegiado de cumprimento da dimensão pública da Universidade e da formação universitária socialmente referenciada. Assim, atingiu-se a meta de envolver, pelo menos, 30% dos alunos em projetos de extensão abrangentes e institucionalizados, no âmbito de todas as Unidades Universitárias (taxa de alunos extensionistas); e de implantar dispositivos institucionais que assegurem a consolidação e a qualificação das atividades de Extensão.

RGNotasPos

Também foram alcançadas as metas de elevar o grau de internacionalização das relações institucionais e acadêmicas da Universidade, mediante ampliação das oportunidades de formação profissional e de intercâmbio, inclusive na produção de conhecimentos e produtos tecnológicos. Isso se traduz no aumento em 50% do número de alunos de Graduação e Pós-Graduação da UFBA, bem como o número de instituições acadêmicas de outros países em atividades de intercâmbio internacional; e no aumento em 50% do número de professores visitantes de instituições acadêmicas de outros países.

Outra meta que merece destaque, porque também foi alcançada já em 2019, está relacionada ao objetivo estratégico de consolidar, aperfeiçoar e qualificar a infraestrutura física, tecnológica e de serviços da Universidade à luz do paradigma do Campus Inteligente, Sustentável e Humanizado, alcançando 100% de cobertura dos meios e instrumentos de tecnologia de informação e comunicação para assegurar o acesso da comunidade universitária às informações acadêmico-científicas e para oferecer os meios para as boas práticas de gestão, consoante com a implementação integral do Plano de Diretor de Tecnologia da Informação (PDTI).

RGAuxílios

Em 2019, deu-se seguimento à implantação dos Sistemas Institucionais Integrados de Gestão – SIG/UFBA, sistemas de gestão que facilitam e modernizam atividades e trazem maior celeridade aos processos da UFBA. Foi adaptado e implantado o Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (Sigaa), que proporcionará melhorias no acesso às informações acadêmicas, através de relatórios disponibilizados para setores estratégicos da Universidade, e no processo de controle de inscrição e seleção de candidatos a cursos stricto sensu. Já o Sistema Integrado de Gestão de Recursos Humanos (SIGRH) trará mais eficiência aos controles internos, à automatização de processos e relatórios, auxiliando a execução operacional do setor de pessoal da UFBA. Além disso, foi aperfeiçoado o Sistema Integrado de Gestão Administrativa (Sipac), com integração do módulo de contratos ao sistema SIAFI.

Ainda no âmbito administrativo, em 2019, foram assinados novos contratos de vigilância e limpeza que, além se adequarem à realidade de restrições orçamentárias, foram elaborados com critérios técnicos que integram mais economia e maior eficiência nos serviços prestados. No documento, é possível consultar a relação contratos administrativos vigentes na UFBA no ano de 2019, sendo que, do total de contratos, apenas cinco deles representaram 62% da despesa total anual de R$ 114.259.369,03, referentes ao fornecimento de energia e água, serviço de limpeza, de segurança e vigilância, e serviço de portaria.

RGArea

O relatório de gestão, que resulta de construção coletiva dos diversos órgãos e setores da Universidade, está dividido em seis seções, cada uma subdividida em itens que contemplam os grandes temas do funcionamento da Universidade e que estão de acordo, substancialmente, com as sugestões expressas na DN No. 178/2019 do Tribunal de Contas da União (TCU), de modo a realizar um processo de prestação de contas mais conciso, resultando em melhor compreensão dos modos de atuação da Universidade Federal da Bahia.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*
*
Website