Capacitação: curso sobre ferramentas do Moodle reabre inscrições para nova turma

Download PDF
WhatsApp Image 2020-09-06 at 09.55.24
A Superintendência de Educação a Distância (Sead) reabriu as inscrições para o Curso Moodle Instrumental para professores, de 05 a 08 de setembro, ou até se encerrarem as vagas. O objetivo do curso, que ocorrerá no período de 10 a 24 de setembro, é capacitar os docentes da UFBA para edição e gerenciamento de recursos e atividades no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) Moodle da Universidade. A carga horária é de 30 horas, a serem executadas no período máximo de 15 dias, exigindo, portanto, dedicação mínima de 2 horas por dia para realização de atividades.
“A ideia desse curso é que o professor possa aprender fazendo. É um curso prático, como se fosse uma oficina de construção de uma sala virtual no Moodle”, explica a superintendente de Educação a Distância da UFBA, Márcia Rangel, que destaca o caráter essencialmente instrumental do curso. As incrições podem ser feitas na página da Sead e dúvidas podem ser enviadas para o endereço moodleinstrumental@ufba.br.
Nesta chamada, foram abertas 100 novas vagas. Dos 2.853 professores da UFBA, 1.432 já se inscreveram nas chamadas anteriores do curso, e 1.226 participaram dos cursos sem tutoria, em formato menor e que não oferecem certificado. Até o momento, 223 utilizaram o serviço de apoio pedagógico. Foram atendidos ainda 1.352 chamados de docentes em busca de suporte e informações relacionadas a aberturas de salas e orientações sobre as plataformas digitais. Todas as informações sobre cursos e serviços estão concentradas no portal Ufba em Movimento.
Novas turmas serão abertas ao longo do Semestre Letivo Suplementar. O curso é uma das alternativas que a Sead tem disponibilizado para atender às necessidades de melhoria da fluência tecnológica dos professores verificadas a partir do diagnóstico de atual situação das competências digitais do corpo docente, resultado da recente pesquisa realizada com a categoria. “Os dados levantados subsidiaram a elaboração de diretrizes para traçar o programa, que objetiva a incorporação das atuais tecnologias digitais, nos processos de ensino e aprendizagem”, informa Rangel.
A superintendente afirma que “as ações de capacitação estarão distribuídas em formatos de seminários e cursos online, cursos abertos (MOOC – do inglês, Massive Open Online Courses, que são gratuitos, sem tutoria e sem processo seletivo), vídeos gravados, e-books, podcasts, tutoriais, serviços de suporte didático-pedagógico, tecnológico e psicossocial. O acesso aos conteúdos se dará por meio de ferramentas, como plataforma Moodle, Videoconf RNP, Youtube, Facebook, Instagram, entre outras”.
As instruções serão ministradas por docentes e técnicos integrantes da Rede Colaborativa Interna da UFBA, que foi articulada para organizar as ações do programa de formação emergencial para o ensino online.
“O programa foi estruturado em duas trilhas de aprendizagem emergencial. A trilha 1, que objetiva a ambientação da comunidade universitária ao ensino online; e a trilha 2, cuja finalidade é assegurar a proficiência digital, de acordo com os níveis de competências requeridos para a educação no século 21”, explica Rangel.
A superintendente também destaca que “a trilha 1 será ofertada em caráter emergencial, ao longo desse semestre suplementar, a fim de colaborar com a ambientação da comunidade universitária com o ambiente do ensino online. E, como se trata de um programa de capacitação continuada, não teremos prazo para a conclusão”.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*
*
Website