Programa de bem-estar em saúde mental da UFBA está estruturado para atendimento a distância

Download PDF

terapia-whatsapp-online-gratis-saudeAcolher pessoas em situações de desconforto mental, em meio às condições adversas do atendimento a distância, devido ao isolamento social do cenário da pandemia de covid-19, é o desafio vivenciado pelo Programa de Bem-estar em Saúde Mental da UFBA (PsiU), vinculado à Pró-reitoria de Ações Afirmativas e Assistência Estudantil da Universidade Federal da Bahia (Proae).

Apesar das circunstâncias difíceis, ao longo dos últimos seis meses, o PsiU realizou mais de 500 acolhimentos através de sua equipe de colaboradores, que também contou com a ajuda de uma rede de apoio com mais de 40 terapeutas, que se colocaram voluntariamente à disposição, informa o coordenador do PsiU e psiquiatra da UFBA, Marcelo Veras.

De acordo com Veras, “no atendimento presencial é possível avaliar e intervir com segurança, em casos de desconforto na saúde mental, mas o distanciamento da pandemia exigiu que modificássemos todo o modo de funcionamento do PsiU, que era pautado em encontros presenciais, realizados em espaço da Proae, de segunda a sexta-feira”.

O psiquiatra conta que, apesar de não terem uma base teórica aprofundada para a prática do atendimento a distância, o atendimento virtual do PsiU foi estruturado ao longo do processo. “Fizemos muitas reuniões virtuais entre os participantes do programa a fim de tecermos novas estratégias”, lembrou. “É mais difícil avaliar a situação por meio virtual”, observa o médico, considerando que “em alguns casos, o único recurso é o chat do WhatsApp. Às vezes, as pessoas atendidas não possuem privacidade durante o confinamento, sequer para falar em viva voz”, revela.

Além do atendimento não presencial, realizado via aplicativo de mensagens, a rotina do PsiU também entrou, naturalmente, na “era das lives”, com transmissões e participação em eventos online, atendendo a pedido de diversas unidades da UFBA e também de várias universidades por todo o Brasil.

Setembro Amarelo e Apoio psicossocial para o SLS

saNeste mês de setembro, que é voltado para a campanha do Setembro Amarelo de Atenção ao Suicídio, os integrantes do PsiU estão realizando vários eventos online, que são informados e podem ser acompanhados nas redes sociais do Programa:  Facebook – psiunauniversidade; Instagram –  @psiufba ;  Youtube – PsiUCanal ; e WhatsApp para acolhimento – 071 98707-1041.

No semestre letivo suplementar (SLS 2020), que termina em 18 de dezembro, o programa PsiU integra a Rede de Proteção Psicossocial voltada para o atendimento de demandas da comunidade universitária (professores, estudantes, técnico-administrativos e terceirizados), em meio às atividades de trabalho e estudo remotos, necessários na atual configuração. “Estar nesta rede é crucial, pois nos chegam questões que apontam para a necessidade de uma transversalidade de ações”, destacou Veras.

A rede, que está apta a realizar escuta, prover informação, acolhimento e ajuda em relação às dificuldades decorrentes do período, é composta dos seguintes órgãos: Ouvidoria da UFBA, Pró-reitoria de Ações Afirmativas e Assistência Estudantil, Superintendência Acadêmica (Supad), Superintendente de Avaliação e Desenvolvimento Institucional (Supad), Serviço Médico Rubens Brasil (Smurb), Pró-reitoria de Desenvolvimento de Pessoas (Prodep), Instituto de Psicologia e PsiU.

O coletivo foi implantando pela  Portaria do Gabinete da Reitoria nº.184 de 27 de agosto 2020 com o objetivo de  potencializar recursos e unir esforços, possibilitando um atendimento psicossocial qualificado, bem como a criação de novas propostas para o enfrentamento das demandas provenientes da comunidade universitária/UFBA, em tempos de pandemia.

“A UFBA é uma instituição grande e possui inúmeras iniciativas voltadas para o bem- estar, mas até então não havia uma real integração e diálogo entre essas iniciativas. Nosso trabalho no PsiU continuará sendo basicamente o mesmo, mas com o conforto de poder contar com uma rede maior de atenção, capaz de atender possíveis necessidades, o que tornará nossa ação muito mais eficaz”, resume Veras.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*
*
Website