Tendas Virtuais promovem inclusão digital de estudantes em situação de vulnerabilidade no SLS 2020

Download PDF

Tendas Virtuais - inrternaInclusão digital para estudantes de graduação em situação de vulnerabilidade socioeconômica durante o Semestre Letivo Suplementar (SLS 2020) é o objetivo do Projeto Tendas Virtuais que a Universidade Federal da Bahia ofertará a partir de 26 de outubro, em espaços seguros a fim de facilitar o acesso a equipamentos e conexão de internet nos campi da Universidade.

Observando medidas de segurança sanitária de prevenção à transmissão novo coronavírus, nesta primeira fase, o projeto Tenda Virtuais ofertará 130 postos de estudos distribuídos entre o PAF I (40 vagas), PAF II (70 vagas) e Pavilhão de São Lázaro (20 vagas), destinados a estudantes cadastrados na Pró-Reitoria de Assistência Estudantil e Ações Afirmativas (Proae/UFBA) e que estejam regularmente matriculados no SLS. “Será realizado cadastro prévio de usuários pela Proae e o aluno poderá escolher até dois turnos por semana para utilizar um dos laboratórios, de segunda a sexta-feira, das 8 às 12h e das 14 às 18h”, informa a pró-reitora de ações afirmativas e assistência estudantil, Cássia Virgínia Maciel.

Esses laboratórios de informática da UFBA, que compõem o Projeto Tendas Virtuais, passaram por adequações físicas para atender a medidas sanitárias de prevenção à COVID-19, recomendadas pelas pró-reitorias de Administração (Proad) e de Assistência Estudantil e Ações Afirmativas (Proae),  Superintendências de Administração Acadêmica (Supac), de Meio Ambiente (Sumai) e de Tecnologia da Informação (STI), Serviço Médico Universitário Rubém Brasil (Smurb) e  Coordenação dos Pavilhões estudantis (Ciep). Tendas Virtuais - NúmerosO acesso será permitido, mediante a aferição de temperatura com uso de termômetro sem contato e observando o uso obrigatório de máscara, durante todo o período em que estiver nas dependências da universidade. Álcool em gel, para higienização das mãos, estará disponível nos locais.

Os espaços também contarão com a atuação presencial de estudantes colaboradores – das áreas de saúde e informática – visando à promoção de boas práticas de biossegurança nas tendas, sob supervisão da Proae e do Smurb. Serão 40 monitores de saúde com atribuições como organização dos laboratórios, aferição de temperatura, recomendações gerais sobre deslocamento individual, higiene das mãos com água e sabão ou álcool em gel 70%, distanciamento social e correto uso de máscaras; mais 50 monitores de informática que prestarão suporte de Tecnologia da Informação (TI).

 

Práticas adotadas para o funcionamento nos locais

– Uso de garrafas individuais de água, a fim evitar os bebedouros (não serão utilizados bebedouros de acionamento manual com jato de água).

– Demarcação de deslocamento, nos sentidos de entrada e saída (do portão até às entradas dos laboratórios) e nas barreiras para minimizar a formação de grupos aglomerados e dispersão para outros espaços.

– Exposição de cartazes informativos a respeito da prevenção da COVID-19.

– Disponibilização de álcool em gel nos laboratórios para uso das/os estudantes.

– Preferência pela ventilação natural.

– É vedada a realização de eventos internos e externos aos laboratórios que possam causar aglomeração de pessoas.

– Trabalhadores e monitores estarão usando equipamento de proteção individual.

 

­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­Histórico da interrupção das atividades

O Projeto Tendas Virtuais é “uma ação da UFBA, através de recursos próprios, para fomentar a inclusão digital a fim de ampliar a possibilidade de permanência bem-sucedida durante o SLS e para atender estudantes com comprovada exiguidade financeira e que compõe largamente o público atendido pela Proae”, disse a pró-reitora Cássia Maciel. Em uma pesquisa realizada recentemente pela UFBA – disponível na aba “Enquete” do portal UFBA em Movimento – verificou-se que 27% de seus estudantes têm poucas ou nenhuma condição de aprendizagem online (acesso a equipamentos tecnológicos e conexão à Internet).

O projeto também atende ao Decreto n. 7.234 de 19 de julho de 2010, que prevê ações de assistência estudantil para inclusão digital de estudantes com menos possibilidades para manter uma rotina de estudos que lhes permita participar do SLS 2020. Como em 19 de março de 2020, as atividades acadêmicas presenciais foram suspensas, visando o bem-estar da comunidade, mediante a Portaria nº 103/REITORIA, “desde então, têm-se buscado meios de continuar promovendo formação acadêmica sem comprometer o compromisso com a promoção da saúde coletiva”, complementou Cássia.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*
*
Website