Ateliê Didático oferece atualização pedagógica aos docentes da UFBA

Download PDF
dentro 4-edit

Docentes participaram do Ateliê Didático, no mês de abril

Paulo Freire uma vez disse: “Ninguém educa ninguém, ninguém educa a si mesmo, os homens se educam entre si, mediatizados pelo mundo.” Essa frase ilustra a importância da docência, uma profissão inserida em todas as áreas do conhecimento. A constante capacitação dos professores é de suma importância para uma universidade. Por esse motivo, a UFBA está executando um intenso programa de formação pedagógica de seus docentes, uma parceria entre a Pró-reitoria de Graduação (Prograd) e a Pró-reitoria de Desenvolvimento de Pessoas (Prodep). O projeto consiste em Ateliês Didáticos e Oficinas com temáticas diversas.

“O programa vem como um movimento de reconhecimento da carência de formação pedagógica dos professores universitários. O professor universitário hoje enfrenta muitas demandas que ele não está profissionalizado para atender, devido à própria mudança da sociedade, do perfil do aluno universitário e das próprias mudanças tecnológicas e culturais. Nós temos hoje uma realidade no qual o modelo de docente antigo simplesmente não funciona mais”, explica a coordenadora geral do Ateliê e chefe do Núcleo de Currículos e Programas da Prograd, Ana Verena Madeira.

As políticas públicas também sinalizam para a necessidade da formação pedagógica dos professores universitários. A Capes tornou obrigatório o estágio de docência orientado para seus bolsistas de mestrado e doutorado e o Ateliê, a primeira ação voltada exclusivamente para a capacitação de docentes, vem como uma resposta a essas demandas. “A compreensão [tradicional] sobre aprendizagem, sobre formas de aprender e ensinar, não entende mais as demandas do alunado e isso é facilmente identificável, daí a necessidade de uma formação pedagógica”, comenta Ana Verena.

A última edição do Ateliê Didático aconteceu entre os dias 17 e 28 de abril. As aulas, em formato de curso/oficina, com 30 aulas presenciais e 10 a distância, trabalharam a dimensão prática e a vivência dos professores intercalando com módulos teóricos. Esta é a terceira turma do Ateliê, e a participação é voluntária: os professores interessados realizam a inscrição através do site Capacitar da UFBA. As turmas são diversas, com professores de todas as idades e todas as áreas do conhecimento – esse é um ponto importante para entender a dinâmica interdisciplinar do projeto. A aulas tratam de temas de cunho pedagógico: docência na universidade, formação de professores, modelos pedagógicos existentes, currículo, orientação e estrutura do planejamento de aula, questões sobre aprendizagem, metodologias ativas e participativas, avaliações e ensino à distância (Moodle).

A professora Cristina d'Ávila é uma das coordenadoras do projeto

A professora Cristina d’Ávila é uma das coordenadoras do projeto

Dentro do próprio curso, novas metodologias de ensino também são postas em prática. Cristina D’Ávila, coordenadora pedagógica do curso, explica que o Ateliê “promove um espaço de formação didática e pedagógica de forma lúdica e criativa para os professores da UFBA que têm interesse de transformar sua prática.” Os docentes foram convidados a produzir mandalas, que representariam de forma plástica as concepções pedagógicas, seus métodos de ensino e de aprendizagem.

Karina Adami, docente da área de saúde e participante do curso, reforçou a importância dos encontros. “O ateliê proporcionou para mim uma rede de contatos dentro da UFBA. Nós conhecemos colegas de outras áreas do saber que estão envolvidos com educação, para realizar projetos juntos e intercâmbios de conhecimento e experiências.”

“Nós da Assessoria de Ensino de Pesquisa da Maternidade Climério de Oliveira estamos com o curso de capacitação de preceptores, alunos de saúde que vivenciam e atuam na área, e nossa equipe precisa estar preparada para recebê-los. Utilizamos o Moodle, mas saber um pouco mais como gerenciar o uso da plataforma, sob a perspectiva educacional e pedagógica, enriquece muito nosso trabalho. Muitas informações que eu consegui no Ateliê vão dar subsídios para que eu posso trabalhar melhor no Moodle, com uma linguagem mais atraente, propondo metodologias que sejam mais bem recebidas pelo aluno”, explica Karina.

A próxima turma do Ateliê Didático está prevista para acontecer em outubro, novembro e dezembro, com encontros semanais. As datas e as inscrições podem ser encontradas no site Capacitar. Além do Ateliê, o programa de formação pedagógica de docentes da UFBA também conta com oficinas temáticas sobre o Moodle, perfil do estudante da UFBA e método do ensino por problema (a inscrição também acontece pelo site Capacitar). O projeto para o futuro, que já foi iniciado desde o ano passado, é a construção de uma comunidade de aprendizagem virtual, para dar continuidade às oficinas e ao Ateliê, com debates e reflexões sobre a docência.

2 thoughts on “Ateliê Didático oferece atualização pedagógica aos docentes da UFBA

  1. Ótimo, estamos precisando muito.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*
*
Website