Onda Digital abre espaço para democratização das novas tecnologias

Download PDF
Foto 6

Tecnologias de softwares livres estarão disponíveis aos estudantes

Um novo espaço para promover a democracia e inclusão digital passa a funcionar a partir desse semestre (2017.1), na Biblioteca Reitor Macedo Costa, no campus de Ondina. É o Mezanino Digital, lugar em que os estudantes universitários e a comunidade externa podem ter acesso a cursos na área das ciências da computação e atividades orientadas para a utilização de tecnologias de softwares livres.

Idealizado pelo programa Onda Digital, o Mezanino conta com oito computadores com acesso à Internet, espaço climatizado e uma área externa para estudos. A coordenadora do programa, professora Débora Abdalla, do Instituto de Matemática, ressalta que todos os computadores foram recondicionados e reaproveitados com o intuito de dar uma vida útil maior às máquinas e contribuir para a redução do lixo tecnológico. A iniciativa de reciclagem procura combater a tendência atual de descarte cada vez mais rápido de aparelhos eletrônicos.

Com o propósito de orientar às pessoas sobre as possibilidades de uso de tecnologias livres, o Mezanino Digital vai estar aberto à comunidade em plantões que acontecem a partir do dia 23 de maio, nas terças e quintas-feiras, das 8 às 20 horas. O estudante de Sistemas da Informação Caio Luís de Jesus será responsável pela coordenação do espaço, que vai contar sempre com o apoio de dois monitores selecionados através da Ação Curricular em Comunidade e em Sociedade (ACCS) “Onda Solidária de Inclusão Digital. Tecnologias a serviço da Cidadania”.

Caio conta que se aproximou do projeto através dos cursos de extensão, quando ainda era estudante do Bacharelado Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia. Ele passou a atuar como voluntário em algumas atividades e depois, ao perceber a grande afinidade que tem com a área, decidiu transferir-se para o curso de graduação em Sistemas da Informação.

Foto 2

Professora Débora Abdalla e a equipe do Mezanino Digital

Débora Abdalla celebra o protagonismo dos estudantes e a formação de novos agentes de inclusão digital. Criado em 2004 como um projeto permanente de extensão, o Onda Digital transformou-se em grupo de pesquisa e atende atualmente uma média de 120 estudantes por semestre nos diversos cursos de extensão que oferece gratuitamente, contabilizando mais de 2 mil inscritos ao longo de 13 anos de atividades.

Neste semestre, os cursos de Iniciação à Programação de Computadores, Internet e Tecnologias Abertas, e um curso de games exclusivo para meninas serão realizados no Mezanino.

Os cursos abarcam desde os conteúdos iniciais da área até os mais avançados e são abertos para o público em geral, incluindo jovens e idosos, e também grupos minoritários como as mulheres transexuais. “Através dos cursos de iniciação pretendemos desmistificar a tecnologia e mostrar que ela é para todas as pessoas”, afirma a coordenadora.

Todos os conteúdos trabalhados pelo Onda Digital fazem uso de softwares livres, o que quer dizer que são programas de computador que podem ser utilizados, modificados e distribuídos sem necessidade de permissão de seus autores ou pagamento de licença para uso.

“É uma questão política e econômica importante que vai de encontro ao domínio das grandes empresas de tecnologia”, avalia a professora Débora que faz a defesa de softwares livres como forma de promover a democratização digital, contribuindo para apresentar à população outras possibilidades de programas para edição de texto e elaboração de planilhas, por exemplo. Ela acrescenta ainda que esses softwares têm versões mais leves que se adaptam melhores aos computadores mais antigos.

Entre suas ações, o grupo também sedia o polo estadual do projeto Meninas Digitais, da Sociedade Brasileira da Computação, que procura incentivar a participação de mais mulheres na área. Juliana Oliveira, secretária executiva do Onda Digital, afirma que desde o ano passado já foram oferecidas duas turmas de iniciação à programação exclusivas para o público feminino, com uma demanda superior a 80 inscrições por semestre. Uma nova turma foi criada neste ano para oferecer o curso de games para meninas.

Foto 4

Espaço idealizado pelo Onda Digital funciona na Biblioteca Central

Os participantes dos cursos percebem as muitas possibilidades de utilização dos diferentes softwares e adquirem um domínio muito maior no uso do computador, é o que avalia a professora Débora. No caso dos estudantes da área de manutenção de computadores, ela observa que há um impacto

significativo em sua inserção no mercado de trabalho e o aumento da empregabilidade. Alguns estudantes com um interesse maior pela área podem dar sequência aos estudos através de conteúdos mais avançados.

Os cursos oferecidos pelo Onda Digital costumam atrair estudantes universitários das variadas áreas do conhecimento. Estudantes do ensino médio e pessoas que buscam investir em capacitação para inserção profissional também constituem o público alvo das atividades. A reflexão das questões sociais, econômicas e ambientais norteiam as ações do programa, que realiza oficinas em escolas, associações de bairros e entidades como o Grupo de Apoio à Criança com Câncer, com o objetivo de aproximar a comunidade da discussão de temas como ciberativismo, ciberbulling, feminismo e serviços ao cidadão on-line.

Mais informações sobre as atividades do Onda Digital podem ser obtidas através do e-mail ondadigital@ufba.br ou do site www.ondadigital.ufba.br .

 

 

Um comentário em “Onda Digital abre espaço para democratização das novas tecnologias

  1. Excelente! Uma grande necessidade. Tenho 62 anos e sou aluna do curso de Museologia (3 semestre). Meu maior interesse é como utilizar melhor os softwares para atender às demandas do curso: word, power point, etc. Como utilizar melhor o celular, lidar com fotos, vídeos, etc, tudo voltado para o aprendizado e uso acadêmico, como as apresentações que temos que fazer constantemente. Agradeço me incluam no urso que seja mais conveniente para minhas necessidades. Uso um MAC pro e um i-phone 6S, ambos da Apple. Disponho de tempo às terças e quintas à tarde, à partir das 14h! Muito obrigada, Cicelia Padre – Mat: 216-117-932

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*
*
Website