Congresso de Pesquisa, Ensino e Extensão: em defesa da universidade pública e gratuita no Brasil

Download PDF

Estão avançados os preparativos para o Congresso de Ensino, Pesquisa e Extensão, que acontece de 16 a 18 de outubro, com o propósito de pôr em evidência as produções e discussões acadêmicas atualmente em curso na UFBA. Professores de diferentes unidades foram convidados para falar um pouco sobre o significado do evento para Universidade e a sociedade em geral, argumentando sobre a importância da Universidade pública e gratuita no Brasil. Até a semana do Congresso, uma série de vídeos com professores, pesquisadores, estudantes e autoridades será exibida nos canais de comunicação da UFBA. Nessa edição, temos a participação dos professores, Graça Druck (Sociologia), Othon Jambeiro (Comunicação), Tânia Fischer (Administração) e Wlamyra Albuquerque (História). Confiram!

Graça Druck é professora do Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da UFBA, pesquisadora do Centro de Recursos Humanos (UFBA) e do CNPq. Possui doutorado em Ciências Sociais no Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (1995) e pós-doutorado na Université Paris XIII (2006/2007). Sua pesquisa tem foco na área da sociologia do trabalho, atuando principalmente nos seguintes temas: trabalho, flexibilização, precarização, reestruturação produtiva, terceirização, informalidade e sindicatos.

Othon Jambeiro é professor titular da UFBA, pesquisador 1-B do CNPq e docente de três programas de pós-graduação: Ciência da Informação, Difusão do Conhecimento, e Comunicação e Cultura Contemporâneas. Possui doutorado em Comunicação pela Politécnica Central de Londres(1995) e fez estudos pós-doutorais em Comunicação na Universidade de Brasília (2006). Foi chefe de departamento, coordenador de curso de graduação, coordenador de programa de pós-graduação, diretor de unidade, pró-reitor e vice-reitor. Pesquisa e tem publicações na área de Informação e Comunicação, com ênfase em Políticas, Economia Política e Regulação da Informação, Cultura de Massa e Comunicações.

Tânia Fischer é professora emérita da UFBA e titular da Escola de Administração, coordenadora do Centro Interdisciplinar em Desenvolvimento e Gestão Social (CIAGS). Tem doutorado em Administração pela Universidade de São Paulo (1984), tendo realizado estágios de pós-doutorado na França, Estados Unidos, Canadá e Espanha. É pesquisadora 1A do CNPq e membro titular da Academia Baiana de Ciências. Tem experiência nas áreas de Administração e Educação, com ênfase em Poderes Locais e Gestão Social do Desenvolvimento Territorial, Organizações e Interorganizações, Gestão e Educação para a Gestão.

Wlamyra Albuquerque é professora do Departamento de História da UFBA e coordena o Programa de Pós-Graduação em História dessa mesma isntituição. Doutora em História Social da Cultura pela Universidade Estadual de Campinas (2004) e pós-doutora, na modalidade Estágio Sênior, no Latin American Studies/ Harvard University (2015-2016). Sua pesquisa tem como foco a emancipação, abolição, racialização e pós-abolição no Brasil.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*
*
Website