Escravidão de ontem e de hoje será tema de debate nesta segunda-feira

Download PDF

trabalho-escravo Qual é a relação entre a escravidão de ontem e de hoje? A pergunta dará o tom do debate a ser realizado nesta segunda-feira, 30 de outubro, às 18h, no salão nobre da Reitoria. Os palestrantes serão os professores João José Reis de História e Vitor Filgueiras de Economia.

A Portaria 1129/2017 de 13 de outubro de 2017 do Ministério do Trabalho, que modifica as regras para fiscalização do trabalho escravo no país e traz novas regras sobre a publicação da “Lista Suja”, motivou a realização do debate.

“Precisamos chamar a atenção da sociedade para as graves consequências dessa portaria”, alerta Vitor Filgueiras. Em sua opinião, caso tenha efeito, o documento “praticamente vai acabar com o combate ao trabalho análogo ao escravo”.

Filgueiras explicou que o debate fará a comparação entre a natureza do trabalho escravo pré-abolição e com o atual fenômeno do trabalho análogo ao escravo, conceito que é apresentado sob nova definição pela Portaria 1129/2017.

A atividade é organizada pelo Centro de Estudos e Pesquisas em Humanidades (CRH/UFBA), Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS/UFBA), Núcleo de Estudos Conjunturais  (NEC/UFBA) e tem apoio da Reitoria.

Repercussão

A Organização Internacional do Trabalho (OIT) já se pronunciou, em 19 de outubro, sobre a portaria e afirmou que o Brasil pode “interromper a trajetória de sucesso” no combate ao trabalho escravo. O pronunciamento aponta que, antes da portaria, o Brasil tinha uma definição conceitual de trabalho escravo moderna e alinhada às Convenções internacionais da Organização.

Currículo dos palestrantes:

Professor João José Reis (História UFBA)

Doutor em História (1982) pela Universidade de Minnesota, EUA, João Reis foi professor visitante nas Universidades de Michigan, Princeton, Brandeis, Texas, Harvard e na École des Hautes Études en Sciences Sociales. É Professor titular do Departamento de História da UFBA. Tem experiência na área de História do Brasil Império e de História Atlântica, pesquisando, os seguintes temas: história social e cultural da África, da escravidão e do tráfico; resistência escrava; movimentos sociais; atitudes diante da morte. Em 2014, recebeu o Prêmio Conjunto de Obras da Academia de Letras da Bahia; em 2017, o Prêmio Machado de Assis pelo Conjunto de Obras da Academia Brasileira de Letras.

Professor Vitor Filgueiras (Economia UFBA)

Doutor em Ciências Sociais pela UFBA (2012) e mestre em Ciência Política pela UNICAMP, possui graduação em Economia pela UFBA (2005). Além de pós-doutorado em Economia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), estágio de Pós-doutorado na Universidade de Londres. Foi Auditor Fiscal do Ministério do Trabalho entre 2007 e 2017. Atualmente, é professor de Economia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). É também pesquisador colaborador do Centro de Estudos Sindicais e de Economia do Trabalho (CESIT) da UNICAMP.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*
*
Website