Debate sobre Arquiteturas Afro-brasileiras integra programação do Novembro Negro na UFBA

Download PDF
lklgfffffffffIntegrando a programação do Novembro Negro da UFBA e a Semana da Consciência Negra em Salvador, o seminário ‘’Salvador e Suas Cores 2017: Arquiteturas Afro-brasileiras – Um Campo em Construção’’ será realizado nos dias 23, 24 e 25 de novembro de 2017, na Faculdade de Arquitetura (FAUFBA). Promovido pelo grupo de pesquisa “EtniCidades: grupo de estudos étnicos e raciais em arquitetura e urbanismo” e pela  Pró-Reitoria de Ações Afirmativas e Assistência Estudantil (PROAE/UFBA), o evento pretende debater a relação do Negro com a edificação de arquiteturas, territórios e cidades no Brasil.
Coordenado pelo professor Fábio Velame, o grupo EtniCidades surgiu da experiência de uma ACCS – atividade curricular em comunidade e sociedade na UFBA em 2013, sob o título Arquiteturas de Povos e Comunidades Tradicionais: Arquiteturas do Quilombo Salamina Putumuju, e de um curso de extensão sobre Arquiteturas Afro-brasileiras, realizado em 2014 na FAUFBA.
kjgkfjrk

Arquitetura de casa em cidade africana

“A FAUFBA  vem sendo uma das pioneiras no processo de ensino, pesquisas e extensão nas Relações Étnico-Raciais em Arquitetura e Urbanismo no país. O evento traça a possibilidade de construção de uma rede de pesquisadores arquitetos, urbanistas, e áreas afins no Brasil, que trabalham com as questões étnico-raciais em arquitetura, urbanismo e cidade”, destacou Velame.

O seminário tem como objetivo promover a construção de um campo de debate, pesquisa e ensino na esfera disciplinar da Arquitetura e Urbanismo sobre as questões étnico-raciais em suas relações com a Arquitetura, Cidade e Urbanismo, notadamente, no que tange ao legado civilizatório dos Africanos no Brasil, que ainda apresenta uma lacuna na formação de arquitetos e urbanistas, na historiografia e teoria da arquitetura, no planejamento de cidades e projetos arquitetônicos.
Sem msksks

Arquitetura das casas em cidade africana

Nos três dias de seminário haverá palestras, mostra fílmica, rodas de conversa e apresentação de artigos de 11 grupos temáticos. São eles: Arquiteturas Africanas; Cidades Africanas;Diáspora Africana no Atlântico Negro:Cidades Diaspóricas; Escravidão e Cidades;Racismo e Cidade: Segregação Racial nas Cidades Brasileiras;Bairros Negros:Territórios da Negritude;Arquiteturas de Quilombos;Arquiteturas Templos Religiosos de Matrizes Africanas;Arquiteturas do Lúdico Afro-Brasileiro; Estatuto da Igualdade Racial e Cidade: Políticas Públicas Projetos e Ações para a População Negra e Cidade e, por fim, Questões Étnico-raciais e a Formação de Arquitetos e Urbanistas

No último dia do seminário serão realizadas visitas guiadas à Pedra de Xangô e ao Terreiro Mutalombo Yê Kaiongo, ambos em Cajazeiras.
Confira mais sobre a programação no site: https://etnicidadesarq.wixsite.com/sssc2017

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*
*
Website