Classificação de Tumores da OMS tem artigos de dois professores da Faculdade de Medicina da UFBA

Download PDF
Daniel Athanazio, professor da Faculdade de Medicina da Bahia, que assina dois capítulos do volume que trata sobre a classificação dos tumores do trato urinário e genital masculino na publicação da OMS

Daniel Athanazio, professor da Faculdade de Medicina da Bahia, assina dois capítulos do volume que trata sobre a classificação dos tumores do trato urinário e genital masculino na publicação da OMS

Dois professores da Faculdade de Medicina da UFBA, Daniel Athanazio e Iguaracyra Araujo, estão entre os autores da quinta edição do livro de Classificação de Tumores da Organização Mundial de Saúde (OMS), principal referência internacional para o diagnóstico e avaliação de neoplasias. A publicação reúne 181 autores e editores, mais de 900 imagens de alta qualidade e mais de 3.600 referências.

Os docentes do Departamento de Patologia e Medicina Legal da Faculdade de Medicina da UFBA e preceptores da Residência Médica em Patologia do Hospital Universitário Prof. Edgard Santos (Hupes), são os primeiros e, por enquanto, únicos baianos entre os autores da publicação da OMS. A participação se deu através de convite da Agência Internacional de Pesquisa em Câncer (IARC), agência da OMS sediada em Lyon, França.

“É um reconhecimento ao trabalho de pesquisa que a gente realiza na Bahia”, afirma Athanazio, que assina dois capítulos do volume que trata sobre a classificação dos tumores do trato urinário e genital masculino. Já a professora Iguaracyra Araujo é responsável por um dos capítulos que atualizam a classificação de neoplasias hematológicas.

A publicação fornece informações essenciais para todos os envolvidos com os cuidados aos pacientes e também para pesquisadores da área. Considerada o “padrão ouro” para diagnóstico de tumores em todo o mundo, a classificação foi apresentada pela primeira década de 1960 e é atualizada periodicamente, com registros dos avanços mais recentes da ciência e tecnologia na área, incluindo as novas formas de tratamentos a partir do diagnóstico molecular e da histopatologia.

a professora Iguaracyra Araujo (FMBUFBA) é responsável por um dos capítulos que atualizam a classificação de neoplasias hematológicas

A professora Iguaracyra Araujo (FMB/UFBA) é responsável por um dos capítulos que atualizam a classificação de neoplasias hematológicas

Segundo Athanazio, o livro faz a atualização dos aspectos epidemiológicos, clínicos, genéticos, aspectos morfológicos (macro e microscópicos) e fatores prognósticos. É um guia para os médicos patologistas, profissionais dedicados ao diagnóstico, e um guia para médicos oncologistas, radioncologistas e clínicos que lidam com o acompanhamento e tratamento de pacientes com câncer. “É o melhor exemplo da medicina baseada em evidências. É como se fosse um grande consenso que atualiza todas essas informações entre os profissionais da área”, explica.

A versão impressa do livro de Classificação dos Tumores do Trato Urinário e Genital Masculino da OMS já foi publicada e está disponível também na versão on-line. O volume da OMS sobre neoplasias hematológica que terá a contribuição da professora Iguaracyra ainda não está disponível, mas ela é autora de artigo “Doença sistêmica crônica ativa associada ao vírus Espstein-Barr”, em que antecipa as principais atualizações sobre o assunto.