UFBA lança curso de Licenciatura Intercultural Indígena e volta a oferecer Licenciatura em Educação do Campo

Download PDF

WhatsApp Image 2024-06-03 at 12.13.37

A UFBA anuncia a abertura das inscrições para os cursos de Licenciatura Intercultural Indígena e Licenciatura em Educação do Campo. Iniciativa pioneira destinada à formação de professores indígenas no estado da Bahia, a Licenciatura Intercultural Indígena visa fortalecer a educação escolar indígena e a participação democrática, profissional, artística e intelectual dos povos indígenas na sociedade. Já a Licenciatura em Educação do Campo volta a ser ofertada na UFBA, com o objetivo formar professores comprometidos com a realidade e as necessidades das comunidades rurais. As inscrições para o processo seletivo de cada curso estão abertas de 03 a 13 de junho de 2024 e podem ser realizadas através do site https://ingresso.ufba.br/parfor-equidade

A Licenciatura em Educação do Campo, com habilitação em Ciências da Natureza, foi proposta pela Faculdade de Educação da UFBA, em parceria com os Institutos de Química, Física e Biologia. Entre 2008 e 2011, o curso de Licenciatura em Educação do Campo foi ofertado como um projeto piloto da Faculdade de Educação, experiência bem sucedida que serviu como base para a elaboração da nova proposta encaminhada à Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

A proposta pedagógica do curso de Licenciatura Intercultural Indígena foi desenvolvida atendendo ao chamado das organizações indígenas da Bahia e contando com o apoio do Fórum de Educação Indígena da Bahia, do Programa de Educação Tutorial – Conexões de Saberes – Comunidades Indígenas da UFBA e do Programa de Pesquisas sobre Povos Indígenas do Nordeste Brasileiro (Pineb).

Ambas as propostas foram aprovadas pela Capes, no âmbito do Programa Nacional de Fomento à Equidade na Formação de Professores da Educação Básica (Parfor Equidade), do Ministério da Educação.

 

Licenciatura Intercultural Indígena

Serão ofertadas 40 vagas para o curso de Licenciatura Intercultural Indígena, sendo 50% para professor indígena que possui vínculo com escolas indígenas do estado da Bahia e 50% para indígena egresso do ensino médio, preferencialmente de escolas indígenas. O processo seletivo destina-se a candidatos pertencentes às etnias que estão aldeadas nas diferentes regiões no estado, incluindo os povos do sul, extremo sul, norte e oeste.

A Licenciatura Intercultural Indígena, com duração de quatro anos, será na modalidade de ensino presencial, em regime de alternância, considerando o tempo-universidade e o tempo-comunidade. O curso será ofertado pela Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, com coordenação do professor Felipe Fernandes, e conta com habilitação em três áreas do conhecimento: 1 – Humanidades (Antropologia, Geografia, História, Sociologia); 2 – Artes, Linguagens e Literaturas (Linguística Aplicada, Línguas Indígenas, Letramentos em Língua Portuguesa, Oralidade, Literaturas e Artes); e 3 – Matemática e Ciências da Natureza (Matemática, Física, Química e Biologia).

A Licenciatura tem como objetivo formar e habilitar professores e indígenas, com ênfase na interculturalidade, e é especialmente voltado para docentes que já atuam em escolas indígenas localizadas em aldeias ou reservas indígenas. As vagas destinadas a indígenas egressos do ensino médio abrangem também funcionários do corpo técnico-pedagógico das escolas, como gestores e técnicos da educação que atuam em escolas indígenas.

As informações sobre o processo seletivo estão disponíveis no edital 007-2024 – Proc 026147-2024.pdf (ufba.br). Mais informações sobre o curso estão disponíveis no site do curso de Licenciatura Intercultural Indígena da UFBA: https://intercultural.ufba.br

 

Licenciatura em Educação do Campo

O processo seletivo para ingresso na Licenciatura em Educação do Campo, com habilitação em Ciências da Natureza, é destinada aos professores da educação básica que atuam nas escolas públicas do campo e comunitárias em regime de alternância, e a integrantes de movimentos sociais do campo, contemplando todos os Territórios de Identidade Baianos. Terão prioridade docentes que não possuem formação superior ou que atuam na área das Ciências da Natureza com licenciatura ou complementação pedagógica distinta da área. Serão ofertadas 30 vagas.

O curso foi proposto pela Faculdade de Educação, em parceria com os Institutos de Química, Física e Biologia da UFBA, e é voltado para habilitar docentes para os anos finais do ensino fundamental e para o ensino médio, nas áreas das Ciências da Natureza: Química, Física e Biologia.

Com a coordenação do professor Edilson Fortuna de Moradilo, do Instituto de Química, o curso terá duração de 4 anos, no formato presencial, com encontros de uma semana por mês em Salvador (em alternância universitária, organizada em tempo-universidade e tempo-comunidade).

A Licenciatura em Educação do Campo tem como objetivo formar professores comprometidos com a realidade e as necessidades das comunidades rurais, além de valorizar a cultura, os saberes e as práticas dos povos do campo, promovendo uma educação contextualizada e intercultural, voltada para o desenvolvimento sustentável das áreas rurais e e para promoção da justiça e igualdade social.

As informações sobre o processo seletivo estão disponíveis no edital 006-2024 – Proc 025622-2024.pdf (ufba.br)